AVANTE !

A seis pontos do rival, Verdão vence a pela primeira vez na Arena Condá, com gols de Hyoran e Borja; Rafael Thyere diminuiu para a Chape

por Guilherme Estevão, São Paulo - 2 de setembro de 2018

O Palmeiras venceu mais uma no Campeonato Brasileiro, dessa vez a Chapecoense, em Chapecó, por 2 a 1. Na partida válida pela 22ª rodada do Brasileirão, a equipe paulista abriu o placar com Hyoran e ampliou com Borja, e mesmo tomando um gol de Rafael Thyere na segunda etapa, manteve o resultado, somou 40 pontos, a seis do São Paulo, e quebrou um tabu ao garantir a primeira vitória sobre a Chape em sua casa.

Mesclando jogadores titulares e reservas, o técnico Luis Felipe Scolari poupou algumas peças que participaram do duelo de quinta contra o Cerro Porteño que culminou com a classificação alviverde para as quartas da Libertadores.

Para o confronto contra a Chape, Felipão escalou Victor Luis no lugar de Diogo Barbosa, Thiago Santos e Felipe Melo, poupando Bruno Henrique, e Hyoran ao lado de Lucas Lima, Willian e Borja no ataque.

A partida começou com o Palmeiras assustando já aos 6 minutos, após cobrança de escanteio pela esquerda. Hyoran levanta na área e Felipe Melo sobe mais alto que a zaga, testando e carimbando a trave esquerda de Jandrei.

Nesse ritmo não demoraria pra sair o gol do Verdão que aconteceu aos 13. Felipe Melo, novamente, recebe na entrada da e lança para Hyoran que cai para cabecear e mandar para o fundo da meta. A bola acertou a trave antes de estufar as redes.

A Chape foi reagir somente aos 23 minutos colocando uma bola na trave. Depois que um escanteio é cobrado pela direita, a bola chega à Leandro Pereira no segundo pau e testa acertando a baliza, indo para fora e quase empatando o jogo.

Aos 35, a equipe catarinense chegou novamente, com o lateral direito Eduardo que ganha da marcação e entra na área, porém, o chute rasteiro sai pela linha de fundo.

Para o segundo tempo, Felipão substituiu Victor Luis por Diogo Barbosa, e justamente, na volta do intervalo, o Palestra foi ampliar o marcador aos 6, com Borja. Depois que Hyoran briga na frente da área, o meia e toca para o camisa 9 que também disputa, se livra da zaga e toca na saída de Jandrei, deixando o seu no contador.

A Chapecoense ainda estava no jogo e conseguiu diminuir quando o relógio marcava 15 minutos. Escanteio cobrado pela direita e Diego Torres levanta na linha da pequena área onde Rafael Thyere sobe para desviar de cabeça e descontar para o Verdão do Oeste.

O gol deu confiança para os catarinenses que vieram para o ataque na busca pelo empate. Jogada pela ponta direita e a bola é cruzada para dentro da área palmeirense, no qual Doffo alcança e passa de cabeça para Leandro Pereira, que devolve para o argentino que fica de cara para o gol, mas desperdiça, chutando mal e pra fora.

Apesar de pressionar no final, o Palmeiras manteve o resultado e saiu vitorioso, derrotando a Chape pela primeira vez em sua casa.

“O time brigou sempre, e hoje vamos embora felizes. Não foi só eu ou Hyoran, que fizeram os gols, foi todo o time, que correu muito. Parabéns ao time. Vamos tentar estar sempre brigando pelas três competições”, falou Borja, autor do segundo gol palmeirense.

“Complicado, principalmente o fato de ter que tomar gol para acordar. Temos que começar a aprender com nossos erros. É difícil, mas a batalha continua, e vamos seguir lutando até o fim. Pedir desculpa ao torcedor e falar que falta de empenho não foi, nunca vai ser”, lamentou o goleiro da Chape, Jandrei.

Vencendo a 11ª vitória no campeonato, o Palestra mantém a sequência invicta de sete jogos sem perder e chega a 40 pontos, em 5º lugar e a 6 do líder São Paulo. Já o Verdão do Oeste perde mais uma e é 18º com 21 pontos, na zona da degola.

Próximo desafio do Palmeiras é o Atlético-PR, em sua Arena, na quarta (5), às 21h, mesmo dia e horário em que a Chape enfrenta o Paraná, no Durival Brito.

 

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 1 X 2 PALMEIRAS (22ª Rodada do Campeonato Brasileiro)

DATA: 02/09/2018.

HORÁRIO: 19h (Brasília).

LOCAL: Arena Condá, Chapecó – SC.

PÚBLICO: 4.546.

ARBITRAGEM: Árbitro – Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG); auxiliares – Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG).

GOLS: 1º TEMPO – Hyoran (PAL) aos 14’; 2º TEMPO – Borja (PAL) aos 6’ e Rafael Thyere (CHA) aos 15’.

CARTÕES AMARELOS: CHA – Diogo Torres, Leandro Pereira, Osman, Márcio Araújo; PAL – Victor Luis, Diogo Barbosa (Suspenso), Luan (Suspenso) e Hyoran (Suspenso).

CARTÕES VERMELHOS: nenhum.

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Nery Bareiro e Roberto; Elicarlos (Canteros), Márcio Araújo e Diego Torres (Yann Rolim); Bruno Silva, Osman (Doffo) e Leandro Pereira. Técnico: Guto Ferreira.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Jean), Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis (Diogo Barbosa); Thiago Santos, Felipe Melo e Lucas Lima (Bruno Henrique); Hyoran, Willian e Borja. Técnico: Luis Felipe Scolari.

Twitter
Principais Veículos e Jornalistas

Mais Futebol

Ver Mais Posts
Rádio Ao Vivo