Biografia Tom Brady

Tom Brady junto com o New English Patriots mais uma vez ganham o Super Bowl

por Guilherme Estevão, São Paulo - 4 de fevereiro de 2019

Por Carol Renosto

Do garoto desconhecido a um dos melhores quarterbacks da história da NFL. Tom Brady é uma lenda dentro e fora do campo. O menino nascido em San Mateo, Califórnia quase não foi escolhido no draft para nenhuma equipe. Tom não se destacava muito em sua juventude, não era o mais, o mais alto e nem o mais rápido. Mas tinha outras habilidades uma analise critica muito forte, destacava o que fazia de errado e usava para melhorar.

Brady formou-se pela Universidade de Michigan onde também jogou futebol, lutou por dois anos para fazer parte da equipe titular, conseguindo a vaga em 1998 e em 1999, sob o comando do técnico Liord Carr. No seu primeiro ano como titular absoluto estabeleceu um novo recorde para o Michigan em tentativas de passes e completos. Recebeu uma menção honrosa da All-Big Teen nas duas temporadas e foi nomeado capitão no último ano. Mas nada disso foi de grande impressão para os times da NFL.

Começo na NFL

Imagem da Internet

As opiniões sobre Tom eram divididas no draft. Foram passando as rodadas e ele ficando, algo decepcionante para alguém esperava ser escolhido entre o segundo e terceiro round. Foi então que Bill Belichick técnico do New English Patriot, tomando uma decisão pouco comum de ter quatro quarterbacks na equipe, resolveu dar uma chance há ele, com 199º escolha geral.

O seu primeiro ano no profissional começou como o quarto quarteback, tomando posições ao longo da temporada, chegando como reserva imediato no fim de 2000. Assumindo o posto de titular no segundo jogo de 2001, quado Drew bledsoe saiu contundido. Nesse tempo os Patriots venceram 11 jogos de 14, que Tom entrou como titular. Conquistato o AFC e indo para os playoffs. Brady levou o Pats ao Super Bowl em uma das campanhas mais emblemáticas. O jogo estava empato em 1.21 para o final, sem timeouts, avançou 54 jardas e posicionou seu kicker para chutar o field goal da vitória faltando sete segundos.  Foi o quarterback mais jovem a vencer um Super Bowl.

Em 2002 os Patriots ficaram fora dos playoffs. Nos dois anos seguintes o Tom junto com os Pats foi bi campeão. A final de 2003 foi parecida com a de 2001, o jogo estava empatado no minuto final,  mais uma vez posicionou seu kicker para o chute do título. Em ambas as oportunidades foi o MVP da final. Brady voltou aos playoffs nos dois anos seguintes, mas caiu diante dos Broncos e dos Colts, respectivamente.

Getty Images

Seu melhor ano de carreira foi em 2007, com 4,806 jardas aéreas, 50 touchdowns e apenas oito interceptações. Números que lhe renderam o prêmio de MVP. Brady venceu todos os jogos da temporada regular e chegou invicto ao Super Bowl. Mais não ganhou o titulo, o próprio Brady conta que a derrota para os Giants foi a mais sofrida de sua carreira.

A temporada seguinte foi uma das piores da sua carreira, ele sofreu uma lesão no joelho no primeiro duelo do ano, e teve que se afastar, não entrando mais em campo o resto do ano. Em 2009 já recuperado, voltou a jogar e chegou aos playoffs, não teve um desempenho bom perdendo para o Baltimore Ravens.

Em 2010 um dos seus melhores ano, ganhou o MVP de forma unanime, segundo da sua carreira, mas não ganhou a liga nos trêis anos seguintes. Já em 2014 foi diferente, lançando para 328 jardas e quatro touchdowns, apesar de duas interceptações. O quarto título de sua carreira, igualando-se a seu ídolo de infância, o também quarterback Joe Montaba. Ele também igualou-se a Montana no número de vezes em que foi eleito o jogador mais valioso das finais (três).

Novo começo

Imagem da Internet

2015 foi um ano conturbado, começou a punição do Brady por causa do escândalo das bolas murchas e perdendo as finais dos playoffs para os Broncos. Na temporada seguinte venceu 11 dos 12 jogos disputados e classificou os Pats aos playoffs com a melhor campanha da AFC. Após vitórias contundentes contra Texans e Steelers, o camisa 12 classificou o time para o que, provavelmente, seria o jogo mais significativo da história do QB e da NFL. O jogador com mais anéis da competição.

Em 2017 o Patriots foram mais uma vez a final, mas não ganharam a NFL. Tom marcou um recorde de jardas lançando 505. Em 2018 também ganhou a liga.

Fechando a temporada de 2019 com mais uma final e titulo em sua carreira. Tom foi eleito pela quarta vez como MVP, batendo o recorde de passes conectados de 37 para 43. Sua carreira foi de altos e baixos, quase não teve uma chance na liga, graças ao técnico Bill a história foi diferente.

“Sempre nos demos bem. Trabalhamos juntos por nove anos. Então nós temos as mesmas metas em 19 anos. Ele tem sido ótimo, um grande mentor na minha vida, um excelente treinador. Ele me ensina mais do que qualquer um pôde sobre futebol americano. Sempre amei jogar aqui e jogar para ele. Ele é o melhor treinador de todos os tempos e nós temos grandes momentos juntos”

Twitter
Principais Veículos e Jornalistas

Mais Futebol

Ver Mais Posts
Rádio Ao Vivo