A MAIOR DA HISTÓRIA

Biografia Amanda Nunes

por Guilherme Estevão, São Paulo - 11 de julho de 2019

Por Carol Renosto

 

Uma das melhores lutadoras de MMA de todos os tempos Amanda Nunes fez histórias no último sábado (06), ao ganhar da lutadora Holly Holm no UFC 239, com um belo nocaute.
A combatente é a primeira atleta brasileira a conquistar um cinturão. Além disso, Nunes é a única mulher a conquistar duas categorias diferentes do UFC, sendo uma na peso-pena e a outra peso-galo.
O seu cartel é impressionante com 21 duelos no total, com 18 vitórias sendo 13 por nocaute, três por finalização, duas por decisão, duas por nocaute, um por finalização e uma por decisão.
Dentre todos esses empates teve apenas quatro derrotas até o momento.
Primeiros passos

A atleta Amanda Nunes nasceu no dia 30 de maio de 1988 na cidade de Pojuca, localizada no estado da Bahia, desde de muito nova foi incentivada a praticar esportes a grande percussora foi sua irmã, Vanessa que na época treinava jiu-jitsu e aguçou a curiosidade de Amanda que logo ingressou no esporte.
Para especializar-se, a Leoa como é conhecida, mudou-se para Salvador. Mas as coisas não foram fáceis, a dificuldade de manter-se era grande e ela precisou morar na academia que treinava com o mestre Ricardo Carvalho. Lá, ela foi apresentada a outros esportes como o judô. Porém, o seu grande destaque foi no jiu-jitsu brasileiro o que levou a conquistar o campeonato Pan-americano e o Mundial da competição.

 

Carreira no MMA

 

Amanda desde pequena teve grandes inspirações no esporte, desde a sua irmã ao seu tio que lutava vale-tudo. A sua estreia nos tatames de MMA foi um tempo depois. Aos tropeços começou a sua mudança para o Ultimate. Em seu primeiro desfio, no Prime MMA Championship 2, em 2008, foi derrotada com uma chave de braço, no primeiro round – categoria Ana Maria.


Mas a sua história estava apenas começando, em 2011, no Strikeforce, venceu cinco lutas seguidas e todas por nocaute, um de seus principais feitos foi sobre a canadense Julia Budd onde a derrotou em apenas 14 segundos.


Para continuar a sua jornada, a Leoa foi morar em Nova Jersey e treinou na AMA Fight Club. Em seguida, mudou-se para Miami e passou a representar a academia MMA Masters, após a sua derrota para Cat Zingano optou por integrar a American Top Team, equipe que permanece até hoje.

 

Estreia no UFC

 

Em 2013, Nunes recebeu um convite para lutar no UFC. A partir disso, seu nome ficou marcado. Ela foi a primeira brasileira a assinar com o Ultimate, como também foi pioneira a vencer no octógono.


Diante da torcida brasileira Amanda Nunes fez sua estreia no UFC 163 e venceu a alemã Sheila Gaff por nocaute técnico no primeiro round. Ainda em 2013, no UFC: Fight for the Troops 3, na sua segunda luta pela organização venceu a Germaine de Randamie, por um nocaute técnico. O seu potencial chamou a atenção e ela continuo a ganhar os combates que se sucedeu.

 

Amanda Nunes

 

Cinturão peso-galo

 

Amanda venceu o seu primeiro cinturão em sua sexta luta apenas. No UFC 200, a lutadora encaixou um mata-leão em Miesha Tate – no primeiro round e foi campeã da categoria, no dia 9 de julho de 2016. Desde modo, a sua visibilidade foi crescendo e tornou-se alvo de grandes nomes do tatame. Nunes é uma das lentas vivas que estão em exercício.

 

UFC 207 – Triunfo sobre Ronda Rousey

 

amanda_nunes_vs_ronda_rousey

 

Ao decorrer de sua trajetória foi inevitável o confronto da brasileira com a norte americana Ronda Rousey e no dia 30 de dezembro de 2016 o duelo foi marcado.


Em Las Vegas, Amanda nocauteou Ronda em apenas 48 segundos do primeiro round, a sequência de quatro golpes certeiros fez com que ela mante-se o cinturão da categoria, peso-galo feminino.

 

UFC 213 – Duelo contra Valentina Shevchenko

 

Amanda Nunes

 

Outro empate pela defesa do cinturão peso-galo foi contra Valentina Shevchenko. O palco para a disputa foi na Arena, em Las Vegas.


Elas foram líderes do card, tendo como a luta principal a delas, mas a luta não pode acontecer pois Amanda teve uma enfermidade e a luta teve de ser cancelada.

 

UFC 232 – Nocaute sobre Cris Cyborg

 

Amanda Nunes

 

O começo de um legado, no dia 29 de dezembro de 2018, no The Forum, em Inglewood na Califórnia, a lutadora Amanda Nunes nocauteou a campeão Cris Cyborg na disputa pelo cinturão da categoria peso-pena.


Até então Cyborg não perdia há 13 anos e um mês, porém, aos 51 segundos daquela noite inesquecível, aos 51 segundos do primeiro round, Amanda a nocauteou para assim, ser a primeira mulher a conquistar dois cinturões de duas categorias diferentes.



UFC 239 – A lenda continua sobre Holly Holm

 

Amanda Nunes

 

No último sábado 06 de julho de 2019, na T-Mobile Arena, em Las Vegas, Amanda Nunes provou para que veio, a dona de dois cinturões colocou um a prova e a desafiante foi a lutadora Holly Holm.


E aos quatro minutos e 10 segundos do primeiro round, a Leoa acertou um espetacular chute alto, seguido de uma incrível sequencia de socos o que levou o nocaute de Holly e Amanda manteve o cinturão da categoria peso-galo e assim ela continua como a única mulher a vencer em duas categorias no UFC.

Twitter
Principais Veículos e Jornalistas

Mais Futebol

Ver Mais Posts
Rádio Ao Vivo