Nova onda de Covid-19

por Guilherme Estevão, São Paulo - 21 de novembro de 2020

No dia 22/09, o Flamengo enfrentou o Barcelona de Guayaquil com 11 desfalques, sendo sete por causa da Covid-19. O jogo no estádio Monumental de Guayaquil esteve ameaçado durante todo o dia, mas a Conmebol autorizou a realização. O time acabou vencendo por 2 a 1, mas no final de semana o problema voltaria a assombrar o clube e com uma proporção maior.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo entrou em campo no domingo (27/09) contra o Palmeiras, no Allianz Parque, com 16 atletas infectados. Contabilizando, jogadores, dirigentes e demais membros da comissão técnica, esse número sobe para 27. Novamente a partida ficou ameaçada, agora por decisões na Justiça que só foram encerradas horas antes do jogo ser iniciado e que terminou empatado, por 1 a 1.

Quase dois meses depois, uma nova onda de Covid-19 ameaça não só o futebol, mas também o país com aumento de casos, internações e mortes. Na última quarta-feira (18/11), o Palmeiras empatou, por 2 a 2, com o Ceará, em jogo válido pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, com 15 desfalques devido à Covid-19. Ontem, o Palmeiras confirmou mais casos positivos: Raphael Veiga, Alan Guimarães, Willian, Aníbal e Breno Lopes. No total, são 18 jogadores infectados no time.

Na semana passada, o Santos anunciou 19 casos do novo coronavírus no elenco, sendo 10 atletas. O treinador Cuca precisou ser internado e recebeu alta na segunda-feira (16/11) do Hospital Sírio-Libanês.

O Atlético-MG é outro clube com surto do novo coronavírus. Nesta semana, foram 25 casos no clube (seis jogadores). O time passou por uma nova bateria na quinta-feira e ontem. Dos testados, todos tiveram resultado negativo.

Com novo surto da Covid-19 que atinge o país e, consequentemente, o futebol a pergunta que fica é: os jogos dos campeonatos deveriam ser adiados?

Futebol feminino

Na contramão de CBF e Conmebol, a Federação Mineira de Futebol adiou o clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG, válido pelo Campeonato Mineiro Feminino, que seria disputado neste sábado, na Toca I. A equipe feminina do Cruzeiro sofre de um surto de Covid-19, com 10 jogadoras contaminadas em menos de uma semana. Ontem, o Galo anunciou que três atletas testaram positivo. O jogo agora será no dia 08/12.

Assim como no masculino, a equipe feminina do Santos também foi afetada, com 22 infectados. Desse total 17, são jogadoras. Depois de dez dias de isolamento social, as jogadoras e mais três membros da comissão técnica voltaram as atividades normais na última terça-feira.


Crédito foto da capa: Cesar Grecco/Palmeiras

Twitter
Principais Veículos e Jornalistas

Mais Futebol

Ver Mais Posts
Rádio Ao Vivo