Holan enaltece jovens do Santos e rasga elogios a Kaiky e Ângelo

por Guilherme Estevão, São Paulo - 8 de abril de 2021

Antes de chegar ao Santos o técnico Ariel Holan já sabia que precisaria apostar na base. Em entrevista ao canal SporTV nesta quinta-feira, o treinador afirmou que o presidente Andres Rueda foi sincero com ele na época de sua contratação sobre a realidade financeira do clube mas que reforçou que o Peixe tinha muitos jovens com grande projeção.

Holan, que é um estudioso do futebol, falou na entrevista sobre essa nova leva dos Meninos da Vila e ressaltou a importância deles para o futuro do clube.

“É um desafio muito importante, o presidente do clube foi claro de que vai ser um ano muito difícil, muitos jovens que a princípio até que o clube possa terminar de resolver todos os problemas econômicos e financeiros que o clube tem, mas o time é muito jovem com muitos jogadores de grande projeção. Creio que um ponto de reflexão é: creio que Santos com essa juventude, trabalhando muito, vamos conseguir muitas coisas. Primeiro ser muito competitivo; segundo o clube vai poder fazer muitas vendas no futuro e vai ser muito importante para poder balancear todas as administrações”, disse Holan.

Nesse início de trabalho do treinador na Vila, dois jovens chamam a atenção: Kaiky e Ângelo. O zagueiro rapidamente subiu, estreou e já é considerado titular absoluto do time nesse momento. Já o atacante, de apenas 16 anos, vem encantado o torcedor. E depois do recorde batido como jogador mais jovem a marcar na história da Libertadores, seu nome começa a ganhar projeção até fora do Brasil.

Holan falou sobre ambos na entrevista.

“Em relação ao Ângelo, vejo um potencial enorme, eu gosto muito do futebol brasileiro e o Ângelo joga muito o futebol brasileiro. Essa essência de jogar, sambar, é muito importante um time que pensa em atacar o rival. Ângelo é um desses jogadores que joga para frente e gosta de combinações para atacar o rival. É um futebol que eu gosto, na minha infância eu via Santos, eu era um menino, mas lembro da Seleção Brasileira de 1970, Pelé, Clodoaldo, Carlos Alberto…esse é futebol que gosto e quero que o Santos possa jogar similar ao que jogava esses times que assistia quando era muito pequeno. Por isso, é um sonho estar aqui e estou muito feliz. Quero que Santos jogue futebol dessa maneira e Ângelo é um dos representantes dessa maneira de jogar futebol. Tem um futuro enorme, trabalhando muito vai poder jogar não só no Santos, mas em grandes ligas do mundo”, disse o treinador, que rasgou depois elogios a Kaiky.

“Os jogadores mais experientes também necessitam sentir a confiança do treinador, mas é muito mais fácil para eles porque já tiveram muitos treinadores ao longo de suas carreiras e não necessitam de tanta contenção para poder jogar. Os meninos, a juventude necessita de muito apoio, sentir que o treinador e comissão técnica confiam neles e eu confio muitíssimo em todos os jovens que o Santos tem. É muito importante que o Santos dê lugar aos jovens, porque é necessário para a reconstrução final do clube. Creio eu que jovens como Kaiky que podem já no time principal, sentem a confiança do treinador como Ângelo, Vinicius e tantos outros. Kaiky tem sido um jogador que impressiona sua técnica, inteligência para entrar, sua técnica no campo rival, um jogador muito rápido para defender. Ele é um jogador que vai ter um futuro extraordinário”.

Twitter
Principais Veículos e Jornalistas

Mais Futebol

Ver Mais Posts
Rádio Ao Vivo